...

24 de junho de 2012

Estimular meu filho em casa é preciso!

Essa semana foi difícil pra mim, estive lendo muito sobre Distúrbios do Corpo Caloso e isso gerou em mim muitas dúvidas a respeito do futuro da Ju. Descobri que ter conhecimento sobre a patologia do seu filho é muito bom especialmente se é uma patologia rara, porém existem coisas muito mais importantes para aprender e a principal é aprender mais sobre estimulação.Por mais que eu saiba sobre Distúrbios do Corpo Caloso isso não mudará a realidade da minha filha, então decidi mudar minha visão, tirei de foco as causas do atraso global do desenvolvimento da Ju e decidir indagar-me sobre o que devo fazer para melhorar cada área prejudicada no desenvolvimento dela.



Todos os médicos dizem: "O tratamento dela é estimulação!"

Então comecei a fazer-me perguntas e ao mesmo tempo responder-las:

1ª. O que é estimular? Para a medicina é ativar as funções de um órgão. 

2ª. Qual o objetivo da estimulação? desenvolver e potencializar, através de jogos, exercícios, técnicas, atividades, e de outros recursos, as funções do cérebro da criança, beneficiando seu lado intelectual, seu físico e sua afetividade.

Descobri que:

1º) O meu papel como mãe é de suma importância, pois sou eu que passo mais tempo com ela, por isso a primeira pessoa a receber estimulações sou eu.

Ser mãe especial não é fácil, ter que lidar com as guerras interiores, as dúvidas, o medo do amanhã, é como se eu vivesse em uma montanha russa de sentimentos, isso afeta a minha auto-estima, prejudicando meu dia-a-dia com minha filha. Acredito toda mãe especial precisa de acompanhamento psicológico principalmente nos primeiros anos após a descoberta.

Se estou bem, estarei pronta para encarar os desafios futuros.

Fiz esse quadro para me ajudar ajudar diariamente:



2º) A maior estimuladora de minha filha sou eu , por isso devo colocar em prática aquilo que aprendo com os terapeutas que  acompanha ela. Fazer a lição de casa é o que mais dar resultado por isso criei uma rotina, estabeleci horários para tudo, incluindo lazer e descanso.



3º) Tenho que ter em mente que cada criança é única, seus marcos de desenvolvimento são diferentes, não devo fazer comparações isso pode me desanimar! 


Sei que isso é só o começo do meu aprendizado, mais como diz o título do meu blog sou e serei indesistível por amo minha filha!





Um comentário:

  1. LINDA SUA HISTÓRIA!!!!!! AS VEZES ME SINTO CULPADA POR MINHA FILHA TER NASCIDO ASSIM, POR CAUSA DO DIABETE, ACHO SEMPRE QUE NÃO ME CUIDEI O SUFICIENTE PARA ISSO NÃO ACONTECER, ESTOU LENDO MUITO SOBRE O ASSUNTO, VCS TEM ME AJUDADO, OBRIGADA!!!!!!

    ResponderExcluir

Comenta vai!
Nós adoramos!