Estimular meu filho em casa é preciso!

Essa semana foi difícil pra mim, estive lendo muito sobre Distúrbios do Corpo Caloso e isso gerou em mim muitas dúvidas a respeito do futuro da Ju. Descobri que ter conhecimento sobre a patologia do seu filho é muito bom especialmente se é uma patologia rara, porém existem coisas muito mais importantes para aprender e a principal é aprender mais sobre estimulação.Por mais que eu saiba sobre Distúrbios do Corpo Caloso isso não mudará a realidade da minha filha, então decidi mudar minha visão, tirei de foco as causas do atraso global do desenvolvimento da Ju e decidir indagar-me sobre o que devo fazer para melhorar cada área prejudicada no desenvolvimento dela.



Todos os médicos dizem: "O tratamento dela é estimulação!"

Então comecei a fazer-me perguntas e ao mesmo tempo responder-las:

1ª. O que é estimular? Para a medicina é ativar as funções de um órgão. 

2ª. Qual o objetivo da estimulação? desenvolver e potencializar, através de jogos, exercícios, técnicas, atividades, e de outros recursos, as funções do cérebro da criança, beneficiando seu lado intelectual, seu físico e sua afetividade.

Descobri que:

1º) O meu papel como mãe é de suma importância, pois sou eu que passo mais tempo com ela, por isso a primeira pessoa a receber estimulações sou eu.

Ser mãe especial não é fácil, ter que lidar com as guerras interiores, as dúvidas, o medo do amanhã, é como se eu vivesse em uma montanha russa de sentimentos, isso afeta a minha auto-estima, prejudicando meu dia-a-dia com minha filha. Acredito toda mãe especial precisa de acompanhamento psicológico principalmente nos primeiros anos após a descoberta.

Se estou bem, estarei pronta para encarar os desafios futuros.

Fiz esse quadro para me ajudar ajudar diariamente:



2º) A maior estimuladora de minha filha sou eu , por isso devo colocar em prática aquilo que aprendo com os terapeutas que  acompanha ela. Fazer a lição de casa é o que mais dar resultado por isso criei uma rotina, estabeleci horários para tudo, incluindo lazer e descanso.



3º) Tenho que ter em mente que cada criança é única, seus marcos de desenvolvimento são diferentes, não devo fazer comparações isso pode me desanimar! 


Sei que isso é só o começo do meu aprendizado, mais como diz o título do meu blog sou e serei indesistível por amo minha filha!





Um comentário

  1. LINDA SUA HISTÓRIA!!!!!! AS VEZES ME SINTO CULPADA POR MINHA FILHA TER NASCIDO ASSIM, POR CAUSA DO DIABETE, ACHO SEMPRE QUE NÃO ME CUIDEI O SUFICIENTE PARA ISSO NÃO ACONTECER, ESTOU LENDO MUITO SOBRE O ASSUNTO, VCS TEM ME AJUDADO, OBRIGADA!!!!!!

    ResponderExcluir

Comenta vai!
Nós adoramos!

Topo